Por cada mulher forte

cansada de aparentar debilidade,
há um homem fraco

cansado de parecer forte.

 

Por cada mulher cansada

de ter que atuar como uma boba,
há um homem desesperado

por ter que aparentar saber de tudo.

 

Por cada mulher cansada

de ser qualificada como “fêmea emocional",  
há um homem a quem se negou

o direito a chorar e a ser “delicado”.

 

Por cada mulher catalogada

como pouco feminina

quando em competição,

há um homem obrigado a competir

para que não se duvide

da sua masculinidade.

 

Por cada mulher cansada

de ser um objeto sexual,
há um homem preocupado

com a sua virilidade.
 

Por cada mulher

que não teve acesso ao trabalho

ou a um salário satisfatório,
há um homem que deve assumir

a responsabilidade econômica

de outro ser humano.

 

Por cada mulher que desconhece

os mecanismos do automóvel,
há um homem que não aprendeu

os segredos da arte de cozinhar.

 

Por cada mulher que dá um passo

para a sua própria libertação,
há um homem que redescobre

o caminho para a liberdade.

 

A HUMANIDADE TEM DUAS ASAS:

UMA É A MULHER, A OUTRA É O HOMEM.

ATÉ QUE AS DUAS ASAS

ESTEJAM IGUALMENTE DESENVOLVIDAS,

A HUMANIDADE NÃO PODERÁ VOAR.

NECESSITAMOS DUMA NOVA HUMANIDADE

PRECISAMOS VOAR!

 

(Autor desconhecido)