Sabe, Jesus, a gente está amando...

Você foi alguém que amou.

E como amou!

 

E amar é estar junto de quem se ama.

Fisicamente, se possível,

espiritualmente, sempre.

 

Por isso, Jesus,

não deviam dar tantos títulos pra você...

Deviam dizer que você foi alguém que amou.

Simplesmente.

 

A gente está amando, Jesus.

É sensacional, sabe?

Só que, às vezes, a gente fica na dúvida,

fica naquela de não saber
se está amando ou só gostando.

 

Gostar, a gente gosta de coisas...

amar, a gente ama gente!

 

Pra amar é preciso ter coragem.

Porque amar é assumir o outro,
todo inteirinho,

com suas qualidades e com seus defeitos,

não é mesmo?

 

Se a gente fica só no gostar,

os defeitos vão obscurecendo as qualidades,
mais e mais,
e de repente,
o «grande amor» já era!

 

Jesus, que a gente tenha a coragem de amar,

amar mesmo, como você amou.

 

Continua com a gente

enquanto a gente está namorando... está amando.

E obrigado, Jesus,
obrigado porque a gente se conheceu.
 

(Attílio Hartmann)