Errar é humano, mas não é obrigatório.

No entanto, nenhum e nenhuma de nós

é capaz de fazer tudo certo

o tempo todo de todos os modos.

 

Por isso, você só conhece alguém

quando sabe que ele erra,

e quando ele erra e não desiste.

 

E dizem:

“Ah, é por isso que a gente

aprende com os erros?”

 

Não, a gente não aprende com os erros.

A gente aprende com a correção dos erros.

Se a gente aprendesse com os erros

o melhor método pedagógico

seria errar bastante.

 

(É bom lembrar que todo cogumelo é comestível.

Alguns apenas uma vez).

 

Isso exige humildade para reconhecer,

admitir e corrigir os erros,

em vez de argumentar

(como muita gente faz para sair fora)

que errar é humano;

aí sim, na correção,

estaremos aprendendo.

 

(Mário Sergio Cortella)