Eu pedi a Deus que afastasse de mim o orgulho,
e Ele me respondeu que isso era tarefa minha
mas que, se eu me esforçasse, Ele me ajudaria.

Eu pedi a Deus paciência,
e Deus me respondeu
que a paciência é filha da paz
e a paz não vem de fora, mas do coração.

Eu pedi o Deus felicidade
e Deus me respondeu que ele me ajudaria
mas que sou eu que tenho
que procurá-la bem dentro de mim.

Eu pedi a Deus que suavizasse minha dor
e Ele me respondeu que não veio ao mundo
para suprimir a dor,
mas para ensinar-me a conviver com ela.

Eu pedi a Deus mais fé, e Ele me respondeu
que a minha fé crescerá se eu a alimentar
e, então, nos meus dias escuros e tristes,
ela se fará luz.

Eu perguntei a Deus se ele me amava,
e Ele me respondeu que sempre me amou,
sempre me ama e sempre me amará.

Então pedi a Deus que me ajudasse
a amar os outros tanto quanto Ele me ama,
e Deus me respondeu
que esse foi meu melhor pedido,
mas mesmo assim,
como o amor são obras e não palavras,
devo colocar o amor em tudo que eu faço.

(Adapt. de texto de autor desconhecido)

(Texto enviado por KÁTIA SILENE)