Que o caminho venha ao seu encontro.

Que o vento esteja sempre às suas costas.

Que o sol brilhe ardentemente sobre seu rosto.

Que a chuva caia suavemente sobre seus campos.

E, até que nos encontremos de novo,

que Deus o proteja na palma de sua mão!

 

Que você viva todo o tempo que quiser,

e que nunca queira viver tanto quanto vive.

Lembre-se sempre de esquecer

as coisas que o entristeceram.

Mas nunca se esqueça de recordar

as coisas que o alegraram.

Lembre-se sempre de esquecer

os amigos que foram falsos.

Mas nunca se esqueça de recordar

aqueles que ficaram a seu lado.

Lembre-se sempre de esquecer

os problemas que já passaram.

Mas nunca se esqueça de recordar

as bênçãos de cada dia.

 

Que o dia mais triste de seu futuro

não seja pior que o dia mais feliz do seu passado.

Que nunca a desgraça lhe caia em cima

e que os amigos reunidos em sua volta,

nunca se afastem de você.

 

Que sempre tenha palavras quentes num frio anoitecer,

uma lua cheia numa noite escura,

e que o caminho sempre se abra à sua porta.

Que exista uma geração de filhos

nos filhos de seus filhos.

Que viva cem anos

com um ano extra para se arrepender!

 

Que o Senhor o guarde na sua mão

e nunca aperte muito seu punho.

Que seus vizinhos o respeitem,

os problemas o abandonem,

os anjos o protejam,

e que o céu o acolha,

que a fortuna das colinas irlandesas o abrace.

Que as bênçãos de São Patrício o contemplem,

que seus bolsos estejam pesados

e seu coração leve,

que a boa sorte o persiga.

e cada dia e cada noite

haja muros contra o vento

e um teto contra a chuva

e bebidas junto ao fogo.

Risos para consolá-lo,

e aqueles a quem ama, perto de você,

e tudo o que o coração desejar!

 

Que Deus esteja com você e o abençoe,

Que veja os filhos de seus filhos,

que o infortúnio seja pobre, rico em bênçãos,

que conheça apenas a felicidade

deste dia em diante.

Que Deus lhe conceda muitos anos de vida,

pois Ele certamente sabe

que a terra não tem bastantes anjos.

 

(Blessings Evelyne)
(Do folclore irlandês)