- Tive um sonho esta noite, José. E não entendo. Acho que foi sobre uma celebração de aniversário para nosso Filho.

As pessoas tinham se preparado para isso durante umas seis semanas aproximadamente.

Tinham decorado a casa e comprado novas roupas.

Tinham feito muitas compras e presentes bem elaborados também foram comprados. Era curioso porque os presentes não eram para nosso filho.

Embrulharam-nos em papel lindo e os amarraram com laços adoráveis e os empilharam sob uma árvore.

Sim, isso mesmo, uma árvore, José, dentro de casa. Tinham decorado a árvore também. Os ramos estavam cheios de bolas e ornamentos cintilantes. Havia uma figura no topo da árvore. Pareceu-me ser um anjo.

Tudo era lindo.

Todo  mundo risonho e feliz.

Estavam todos animados com os presentes.

Deram os presentes uns aos outros, José, mas não a nosso Filho.

 

Eu acho que eles não o conheciam. Eles nunca mencionaram seu nome. Não lhe parece estranho as pessoas celebrarem o aniversário sem eles conhecerem o aniversariante?

 

Tive o estranho sentimento que se nosso filho tivesse ido a esta celebração, ele teria sido um intrometido. Tudo era tão lindo, José, e todo  mundo tão cheio de alegria, mas fizeram-me chorar. Como é triste para Jesus não ser querido na celebração de seu próprio aniversário...

 

Mas estou feliz por ter sido apenas um sonho, José. Como seria terrível se tivesse sido real...  

(David Langerfeld tradução de Sérgio Barros)

 

 

 

 

 

 


   VOLTAR