A PROCISSÃO

Por uma rua de Rio de Janeiro, avançava lentamente uma procissão. A multidão cantava e rezava acompanhando a imagem do santo, carregada no andor. Nisso, um bêbado, com voz arrastada, gritou da calçada:

- Olha aí a Mangueira, gente!!!

 

O pessoal da procissão não ligou. Mas o bêbado voltou a gritar:

- Olha aí a Mangueira, gente!!!

 

A gente da procissão começou a reclamar e mandar calar a boca. Mas ele insistia:

- Olha aí a Mangueira, gente!!!

 

Todo mundo, furioso pela falta de respeito, se virou para o bêbado. Até os que carregavam o andor. Nisso a imagem bateu num galho de árvore e caiu no chão. Aí o bêbado voltou a gritar:

- Eu não falei pra olhar a mangueira, gente!

(Autor desconhecido)