PRIMEIRO DE MAIO

- Que é que há, cara?

- Tou morto!

- Tá morto de quê?

- De cansaço, meu!

- Cansaço de quê?

- Trabalho!

- Trabalho?

- É isso aí. O dia inteiro no batente!

- Tá exagerando!

- Tou, não! É um dia atrás do outro!

- Até parece que não tem folga!

- Tenho, não! 365 dias no ano!

- Que nada! A metade do tempo não trabalha.

- É claro que trabalho! O tempo todo!

- Não, cara! A metade do tempo é noite, e de noite você não trabalha, trabalha?

- Bem...

- Então a metade do ano você não trabalha.

- É... acho que não.

- Então desconta a metade dos 365 dias. Quanto sobra?

- 182 dias e meio... 183 dias!

- Desconta também umas 3 horas diárias para refeições, banho, condução, etc. não é isso?

- Mais ou menos.

- Quanto dá por ano?

- Péra aí! .... 1.095 horas!

- Isto é... 45 dias. Desconte: 183 menos 45...

- Sobram... 138 dias.

- Tire também os 52 domingos do ano.

- 138 menos 52 são... 86 dias.

- Você trabalha no sábado?

- Não.

- Tire mais 52 sábados.

- 86 menos 52 dá... 34 dias.

- Menos 30 dias de férias.

- Sobram 4 dias.

- Tire 3 dias por doenças e outras coisinhas...

- Sobra um dia!

- Tá vendo?

- Quer dizer que só trabalho um dia por ano?

- Não, cara! Porque nesse dia não se pode trabalhar!

- Por quê?

- Porque é o 1o de maio, Dia do Trabalho, e nesse dia ninguém trabalha!

- Puxa! Então não sei por que estou cansado!

 

(Autor desconhecido)