Um moço está no portão do céu, esperando para ser admitido, São Pedro folheia o livro sagrado, checando toda a vida dele para ver se ele foi uma pessoa de valor.

 

Depois de um bom tempo, São Pedro olha severamente para ele e diz:

- Não vejo nada que seja realmente ruim em sua vida, mas também não ha nada que seja realmente bom. Se você me provar que fez algo realmente bom, você está dentro.

 

O moço pensa por alguns instantes e diz:

- Teve uma vez em que eu estava indo pela estrada quando vi uma gangue gigante de motoqueiros mexendo com uma garotinha indefesa. Diminui a velocidade para ter certeza do que estava acontecendo. Vi uns 50 deles tentando tirar as roupas da mocinha. Parei meu carro, peguei uma alavanca de ferro de trocar o pneu, e fui em direção ao líder da gangue, um cara com uma jaqueta de couro com uma estampa de um tigre. Ele tinha uma corrente amarrada da orelha esquerda ate o nariz. Enquanto me aproximava dele, os membros da gangue foram fazendo uma roda em volta de mim. Arranquei a correntinha da cara dele e dei-lhe uma pancada com a alavanca. O cara foi pro chão com um só golpe. Depois disso eu me virei para todos eles e disse:

- "Deixem esta garota em paz. Vocês não passam de um bando de degenerados! Voltem para suas casas antes que eu perca a paciência e acabe com suas raças, seus animais!"

 

São Pedro, realmente impressionado, perguntou:

- E quando isso aconteceu? 

- Faz uns dez minutos...

 

(Autor desconhecido)