Um velho está na fila do ônibus. Atrás dele, há um jovem, que lhe diz:

- Dá licença, o senhor tem fogo?

- Não, não tenho! - respondeu o velho, um tanto zangado.

 

O jovem olhou para os lados e conseguiu o isqueiro com outra pessoa. Alguns minutos depois, o próprio velho acendeu um cigarro. O jovem que continuava atrás dele, reclamou dele:

- Por que o senhor me disse que não tinha fogo se tem um isqueiro?

 

O velho olhou para ele devagar e respondeu:

 

- Veja, se eu tivesse lhe emprestado o isqueiro, você e eu talvez tivéssemos começado a conversar...

 

...E, se tivéssemos começado a conversar, provavelmente acabaríamos sentando-nos juntos no ônibus...

 

...E, se nos tivéssemos sentado juntos no ônibus, acabaríamos conversando...

 

...Você me parece um bom rapaz, e eu provavelmente teria simpatizado muito com você. E poderia tê-lo convidado para descer no meu ponto e ir jantar lá em casa...

 

...E, se você fosse jantar lá em casa, provavelmente teria conhecido minha filha. E, se tivesse conhecido minha filha, provavelmente teria saído com ela...

 

...E, se tivesse saído com ela, quem sabe, uma coisa leva a outra, você poderia ter acabado se casando com ela...

 

...E eu não quero que ela se case com um cara que não tem dinheiro nem para comprar um isqueiro!

 

 (Jack Canfield & Mark Victor Hansen)