EXPLICAÇÕES AUTÊNTICAS DADAS POR MOTORISTAS

ACIDENTADOS À POLÍCIA DE TRÂNSITO

 

1.- “Voltando para casa, entrei na casa que não era minha e bati contra a árvore que não tenho”.

 

2.- “O outro carro bateu no meu, sem avisar antes de suas intenções”.

 

3.- “Bati num caminhão estacionado, que vinha em direção contrária”.

 

4.- “O pedestre  bateu de frente com meu carro e depois enfiou-se debaixo dele”.

 

5.- “O cara andava por toda a rua e tive que fazer várias manobras bruscas antes de atropelá-lo”.

 

6.- “Estava intentando matar uma mosca e bati no poste”.

 

7.- “Levava 40 anos dirigindo e de repente dormi ao volante e ai veio o acidente”.

 

8.- "Para evitar bater no pára choques do carro que ia na minha frente, atropelei o pedestre”.

 

9.- "Meu carro estava corretamente estacionado quando, ao dar marcha a ré, bati no outro carro”.

 

10.- Um carro invisível que saiu do nada, bateu no meu e desapareceu”.

 

11.- Eu disse ao policial que não estava ferido, mas quanto tirei o chapéu descobri que estava com uma fratura no crânio”.

 

12.- "Eu estava convencido que de que o velhinho nunca chegaria ao outro lado da rua, quando o atropelei”.

 

13.- O pedestre não sabia para que lado devia correr, por isso eu passei por cima dele”.

 

14.- A causa indireta da batida foi um cara baixinho num carro pequeninho, com uma boca muito grande”.

 

15.- “O poste estava se aproximando do meu carro e quando estava manobrando para sair de seu caminho, ele chocou de frente”.

 

16.- “Quando cheguei ao cruzamento apareceu de repente um sinal vermelho, onde antes não tinha nada e não deu para parar a tempo”.