Uma família de tartarugas decidiu sair para um piquenique. As tartarugas são naturalmente lentas e, por essa razão, levaram sete anos se preparando para o passeio. Finalmente a família das tartarugas saiu de casa para procurar um lugar apropriado.

 

Durante o segundo ano da viagem, encontraram um lugar ideal. Durante aproximadamente seis meses, limparam a área, desembalaram a cesta de piquenique e terminaram os arranjos. Então descobriram que tinham esquecido o sal. Todas concordaram em que um piquenique sem sal seria um desastre. Após uma longa discussão, a tartaruga mais nova foi escolhida para voltar á sua casa e pegar o sal, pois era a mais rápida das tartarugas. A pequena tartaruga lamentou, chorou, esperneou, mas concordou em ir, com uma condição: que ninguém comeria até que ela retornasse. A família consentiu e a pequena tartaruga saiu.

 

Três anos se passaram e a pequena tartaruga não tinha retornado. Cinco anos... Seis anos... Então, no sétimo ano de sua ausência, a tartaruga mais velha não agüentava mais conter a sua fome. Anunciou que ia comer e começou a desembalar um sanduíche. Nessa hora, a pequena tartaruga saiu de trás de uma árvore e gritou:

- Viu? Eu sabia que vocês não iam esperar por mim! Agora é que não vou mesmo buscar o sal!

 

Descontados os exageros, na nossa vida acontecem as coisas mais ou menos da mesma forma. Desperdiçamos nosso tempo esperando que as pessoas vivam à altura de nossas expectativas. Ficamos tão preocupados com o que os outros estão fazendo, que deixamos de fazer as nossas próprias coisas.

 (Autor desconhecido)