Um amigo meu atravessava um trecho triste e abandonado da cidade, pensando no efeito que esse ambiente poderia fazer sobre os jovens e as crianças.

 

De repente viu um menino sentado nos degraus de um velho edifício de apartamentos, calmamente cortando ao meio uma minhoca com a tampa de uma lata.

 

Depois aproximou-se dos degraus e ouviu a criança dizer:

- Pronto, agora você já tem um amigo!

 

(Autor desconhecido)