O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho no alto de uma montanha.

 

O filho fica lá durante toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte.

 

O menino fica, naturalmente, com medo.

Ouvirá toda classe de ruídos.

Os animais selvagens podem estar ao redor dele.

Talvez alguns homens possam feri-lo.

Os insetos e cobras podem picá-lo.

Pode sentir frio, fome e sede.

O vento pode soprar forte e os galhos se agitarem e produzirem barulhos assustadores, mas ele ficará sentado, heroicamente, sem remover a venda e sem gritar por socorro.

 

Finalmente, após uma noite horrível, o sol aparece e o menino remove a venda.

Então descobre seu pai sentado perto dele.

Ele passou a noite inteira protegendo seu filho de qualquer perigo.

 

Se ele conseguir passar a noite inteira na floresta, será considerado um homem.

 

Mas não poderá contar esta experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido.

 

Para os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.

 

(Tradição dos Índios Cherokees) 

 ***   ***   ***

Nós também nunca estamos sozinhos!

Mesmo quando não percebemos, Deus está olhando para nós,

"sentado ao nosso lado" protegendo-nos.