Uma mulher estava muito doente e muito desesperada.

Um amigo foi visitá-la, tentando dar-lhe um pouco de conforto. Esforçou-se em infundir-lhe otimismo, mesmo sabendo da gravidade de sua doença.

 

- Estou perdida. - ela disse. - Arruinei minha vida e a vida de todos ao meu redor. Agora estou no fim.  Não há esperança para mim.

 

 O amigo começou a falar-lhe do amor de Deus, mas sem nenhum proveito.

 - A única coisa que Deus vai fazer comigo - respondeu a mulher, - é castigar-me. E está certo. Não mereço nem seu perdão nem seu amor.

 

O amigo não sabia mais que palavras de consolo dizer, quando viu o retrato de uma bonita menina na penteadeira.

- Quem é? - Ele perguntou.

 

Os olhos da mulher brilharam e em seus lábios floresceu um sorriso.

- É minha filha, a coisa mais linda de minha vida.

- E você a ajudaria se estivesse com problemas, ou se ela tivesse cometido algum erro? Você a perdoaria? Você ainda a amaria?

- Mas é claro! Eu faria qualquer coisa por ela! Por quê essa pergunta?

- Porque eu quero que saiba - disse o amigo - que Deus tem um retrato seu na penteadeira dele.


(Autor desconhecido)