O construtor de pontes, Charles Eliet, foi contratado para construir uma ponte suspensa sobre o rio Niágara.

 

O primeiro problema que ele enfrentou foi descobrir uma forma para esticar o primeiro cabo de aço, através das perigosas correntezas do rio. Se se tentasse usar um barco para levar o cabo até o outro lado, o barco seria arrastado para as cataratas.

 

Eliet pensou numa idéia bem simples. Se uma pipa pudesse voar até a margem oposta, usando uma leve linha, poderia amarrar-se depois à linha, um barbante mais forte, e este poderia ser puxado para o outro lado. Graças a este barbante, poderia ser puxada uma corda mais forte ainda, e assim por diante até conseguir puxar, para o outro lado, um cabo de aço.

 

Eliet, então, organizou uma competição de pipas e um jovem chamado Homan Walsh conseguiu, na sua segunda tentativa, alcançar o outro lado do rio. O plano simples de Charles Eliet funcionou e a ponte foi construída.

 

***   ***   ***

 

Na nossa vida, muitas vezes nos sentimos pouco importantes, desempenhando papéis insignificantes. Mas não é bem assim. Cada pessoa tem uma parte importante na história da vida. As maiores realizações não são mais do que a soma das numerosas "pequenas coisas" que fazemos todos os dias.

 

(Adaptação de texto de Dick Innes)