A estudante de psicologia aprendeu uma boa lição com seu filhinho Rique, que estava jogando bola com seu amigo Tomé. Um barulho de vidros quebrados fê-la sair correndo de casa.

- Mocinho - gritou ela - vá já para dentro, telefone a seu pai e diga-lhe exatamente o que você fez!

 

Cabisbaixo, Rique entrou em casa para cumprir a ordem.

- Alô, papai! - disse ele timidamente, ao telefone. - Preciso dizer-lhe que eu e Tomé estávamos jogando bola. E, papai, você sabe aquela janela grande na sala de visitas?

Um forte gemido do pai interrompeu-o, mas ele continuou corajosamente:

- Pois é, papai, eu quebrei a janelinha ao lado dela.

 

(M. W. S.)