Eu e meu marido voávamos em nosso aviãozinho sobre uma estrada de montanha.

 

Olhando, despreocupadamente, para a paisagem lá embaixo, fiquei horrorizada quando vi um carro começar a ultrapassar outro, bem na lombada de um morro, enquanto um terceiro carro se aproximava na direção contrária.

 

Nós assistimos sem nada poder fazer para avisar o motorista... e meus pés pisavam freios imaginários. O carro conseguiu ultrapassar o outro, mas foi por um triz.

 

- Ufa! - fez meu marido. - Agora sei como Deus se sente quando olha para baixo e vê nossos erros idiotas!

 

(V.B.S.)