MEU PRIMEIRO EMPREGO

Meu primeiro emprego foi difícil: professora da turma mais jovem numa escola. Eram 25 crianças de 5, 6, 7 e 8 anos, e cada uma tinha direito à atenção individual.

Uma tarde o diretor da escola entrou na sala de aula e me entregou meu contracheque. Uma criança, curiosa, perguntou para que era e expliquei que aquilo me permitiria tirar meu salário do banco.

- Assim como seus pais recebem o dinheiro pelo trabalho que fazem - disse eu.

- Mas, professora - indagou Rogério - onde é que a senhora trabalha? Está sempre conosco!

 (Autor desconhecido)