Estava na fila do supermercado, para pagar as minhas compras, quando caiu de minhas mãos uma nota de 20 euros. A  mulher que estava na minha frente, agachou-se e pegou a nota. Quando me inclinei para agradecer e receber a nota de volta, ela me disse:

- O que se acha no chão é de quem o encontra.

E foi embora.

Olhei para a pessoa que estava atrás de mim, que também ficou em estado de choque.

 

Então, decidi segui-la. Apressei-me e, depois de pagar as minhas compras, fui atrás dela até o estacionamento do supermercado. Quando se aproximou  do carro deixou as bolsas com as compras no chão e foi abrir o porta malas.

 

Foi a minha chance! Eu estava com tanta raiva que decidi fazer com aquela mulher o que ela tinha feito comigo: "O que se acha no chão é de quem o encontra". Peguei as compras da mulher, que ela tinha deixado no chão e dei o fora.

 

Mais tarde, quando cheguei ao meu prédio, antes de sair do carro, olhei o que havia nas bolsas: carne de bezerro, uma seleção de queijos de vários tipos, filés de salmão, ovos, três latas de atum e, o melhor de tudo, duas garrafas de vinho tinto. Nada mal em troca dos 20 euros!

 

Agora, estou postando no Facebook uma foto minha brindando com uma copa de vinho... "à sua saúde!"...

 

 

(Cynthia Rosario Pérez)