Voltaire, ateu convicto, foi convidado, certa vez, por Frederico o Grande, rei da Prússia, a um banquete. Na hora dos brindes, ele ergueu sua taça e disse, zombando:

- Troco meu lugar no céu por um marco prussiano.

 

Um silêncio constrangedor dominou o ambiente por alguns instantes, até que outro convidado à mesa do rei voltou-se para Voltaire e respondeu:

- Meu senhor, na Prússia temos uma lei: "Quem tem algo para vender deve provar que o objeto à venda realmente lhe pertence". O senhor pode comprovar que possui um lugar no Céu?

(Norbert Lieth)

Enviado por SANDRA REIS