Em certa ocasião, um jovem teve o desejo de subir ao cume de uma alta montanha, pois achava que naquela altura podia ver o rosto de Deus.

Preparou tudo o necessário, e, um dia, bem cedo, iniciou a grande aventura. Ao chegar ao sopé da montanha, encontrou um ancião que vivia numa pequena e velha cabana. Quando viu o jovem, perguntou-lhe:

- A onde você vai com tanta pressa e entusiasmo?

O jovem respondeu:

- Ao cume dessa montanha, pois de lá penso ver o rosto de Deus.

O ancião, então, pediu-lhe:

- Fique um momento comigo e ajude-me a reparar minha cabana pois está caindo e eu estou muito velho para fazer isso sozinho. Depois você continua sua aventura.

- Desculpe - respondeu o jovem, - mas não posso. Vai fazer-se muito tarde. Mas quando descer, o ajudarei com muito prazer.

 

O jovem, então, continuou a caminhada e após várias horas chegou ao cume da montanha. Com grande entusiasmo, gritou:

- Senhor, onde está? Quero vê-lo! Onde está?...

Por muito tempo ficou repetindo as mesmas palavras, mas não obteve resposta. Depois de mais algum tempo de espera, o jovem, fracassado na sua tentativa, iniciou a descida cheio de tristeza. Quando chegou ao pé da montanha, encontrou a cabana totalmente destruída e o ancião não estava por perto. Sem importar-se pelo que tinha acontecido, continuou seu caminho.

 

Ao chegar ao povoado, encontrou uma igreja e decidiu entrar e contar a Deus o seu fracasso:

- Senhor, esta manhã procurei seu rosto e não o encontrei!

E ouviu-se a voz de Deus:

- Eu também procurei sua ajuda e não a encontrei!

 

(Autor desconhecido)