Um índio visitou a casa de uns vizinhos brancos para pedir-lhes um pouco de fumo. O generoso vizinho deu-lhe um pacotinho.

 

Ao chegar à sua casa o índio pegando o fumo para fazer um cigarro, descobriu uma moeda. Como o vizinho lhe tinha dado o pacote achou que devia ficar com ela, mas no dia seguinte, voltou à casa do vizinho e devolveu-lhe o dinheiro.

 

Ele perguntou-lhe por que o estava devolvendo, pois ninguém iria reclamar-lho.

 

O índio respondeu apontando para seu peito:

- É que eu tenho aqui homem bom e homem mau.

 

Homem bom me dizia:

- Esse dinheiro não é seu. tem que devolvê-lo.

 

E o mau respondia:

- Seu vizinho deu-lho e agora é seu.

 

O bom insistia:

- Não é verdade; ele deu-lhe o fumo, não o dinheiro!

 

O mau voltava a afirmar:

- Não importa, agora é seu. Vá comprar alguma bebida!

 

O bom respondia:

- Não faça isso!

 

Sem saber o que fazer, fui dormir, mas homem mau e homem bom passaram a noite discutindo e não me deixaram pegar no sono. Por isso lhe devolvo o dinheiro. Agora sinto-me melhor!

 

(Samuel Vila)