Muitas pessoas passam o tempo acariciando seus gatos e cachorros.

 

Enquanto isso, os cônjuges e filhos estão do outro lado da sala, literalmente privados de afeto ou de um toque.

 

Uma universidade fez uma pesquisa na biblioteca da instituição. Pediu às bibliotecárias que tocassem “acidentalmente” vários estudantes ao serem atendidos por elas.

 

Em seguida, os estudantes foram entrevistados. Todos os que haviam sido tocados enquanto eram atendidos, fizeram aos pesquisadores comentários favoráveis sobre a biblioteca e as bibliotecárias.

(Autor desconhecido)