Nos tempos antigos, um sábio, que tinha a fama de resolver todos os problemas que lhe apresentassem, visitou um pequeno reino. Quando o rei soube, mandou chamá-lo e pediu-lhe que lhe dera a fórmula da felicidade. O sábio pediu um tempo e retirou-se. Meses mais tarde voltou e deu ao rei um anel, e explicou:

- O anel tem uma inscrição interna que só poderá ler nos momentos de máxima alegria e de maior êxito, e também nos momentos de maior amargura, derrota e depressão.

 O rei aceitou as condições.

 O povo percebeu, então, como o rei, olhava o interior do anel em seus melhores e piores momentos, e como ele se tornava cada vez mais sábio e justo, governando com maior capacidade aquele reino. O segredo daquele anel converteu-se no maior mistério do reino, todos querendo saber o que estava escrito nele. Quando o rei morreu, encontram no anel, apenas três palavras: "Isto também passará"...

 Estas palavras significavam que o rei, tanto nos momentos de grande euforia, como nos de grandes fracassos, devia colocar os pés no chão e olhar para dentro para refletir... Essa era a fórmula da felicidade.

 (Parábola oriental)