Uma ponte estreita, sobre um caudaloso rio, ligava duas montanhas. Em cada uma das montanhas vivia uma cabra. Às vezes, a cabra da montanha ocidental atravessava a ponte para ir pastar na montanha oriental. A mesma coisa acontecia com a cabra da montanha oriental. Ela também atravessava a ponte para ir pastar na montanha ocidental.

  

Mas, um dia, as duas cabras coincidiram e começaram a atravessar a ponte ao mesmo tempo.

 

 Encontraram-se no meio da ponte. Nenhuma queria ceder passagem à outra.

- Saia da frente! - gritou a Cabra Ocidental. - Estou atravessando a ponte.

- Saia você da frente! - berrou a Cabra Oriental. - Quem está atravessando sou eu!

 

 Como nenhuma delas queria recuar e nenhuma delas podia avançar, ficaram enfurecidas durante algum tempo. Finalmente, entrelaçaram os chifres e começaram a se empurrar. Eram tão semelhantes em força que o único que conseguiram foi cair da ponte ao rio.

 

 Molhadas e furiosas saíram do rio e subiram a encosta, cada uma a caminho de sua montanha, murmurando para si:

- Vejam só o que a teimosia dela provocou.

 (Conto russo)