"Dentes de leão" é um florzinha amarela,

praga de gramados e jardins.

  

Um homem que cuidava bem de seu gramado se viu às voltas com uma imensa multidão de dentes-de-leão.

 

Usou todos os métodos que tinha ao seu alcance a fim de eliminá-los; mas a praga lá estava sempre mais viçosa.

 

Dirigiu-se ele, então, a um departamento do Ministério, creio eu, da Agricultura.

 

Na carta enumerou tudo quanto já usara perguntando, no fim:

- "Que me resta a fazer?"

 

Passados alguns dias, a resposta veio:

- "Nós sugerimos a você que aprenda a amá-los!" 

 

(De "O canto do pássaro" por Anthony de Mello)