O vigário de uma paróquia verificou que uma parcela cada vez maior de seu tempo estava sendo consumida no aconselhamento de pessoas que o procuravam para obter paz de espírito.

 

A solução dele foi marcar uma data determinada para um encontro prolongado.

 

Nesse dia havia 10 ou mais pessoas na sala de recepção, pois ele tinha propositadamente marcado para todas o mesmo dia e a mesma hora.

 

Quando chegou o momento oportuno, o vigário entrou na sala e disse a todos que havia surgido uma emergência e que lhe teriam de dar licença durante cerca de uma hora.

 

Sugeriu que, em sua ausência, elas conversassem entre si.

 

Ao retornar, a sala estava vazia, com exceção de uma pessoa que disse que as outras lhe tinham pedido para ficar, a fim de explicar que, após terem ouvido os problemas uns dos outros, todos passaram a achar que seu problema não era, afinal, tão pesado.

 

(Ralph L. Woods)