Um homem encontra no seu caminho um velho mestre sentado à porta de sua cabana, e pergunta-lhe:

- Qual é o caminho para o êxito?

 

O velho mestre, de túnica e barba branca, não diz nada, apenas mostra com a mão um lugar ao longe. O homem entusiasmado pela possibilidade de conseguir chegar a um êxito fácil e rápido, corre na direção indicada.

 

De repente ouve-se um ruído ensurdecedor e muito forte. Pouco depois aparece o mesmo homem, mancando de uma perna, ferido e assustado, pensando que entendeu mal a mensagem do velho mestre. Por isso repete a mesma pergunta:

- Qual é o caminho para o êxito?

 

O velho mestre, sem falar, indica de novo a mesma direção. O homem, obediente, segue outra vez o mesmo caminho. Mas pouco depois ouve-se um ruído de golpes muito mais terrível que o anterior. O homem volta de novo, arrastando-se pelo mesmo caminho, todo arrebentado, ensangüentado, ossos quebrados, feito um lixo.

 

Furioso dirige-se ao velho mestre:

- Perguntei-lhe qual era o caminho do êxito. Segui o caminho que me indicou e só ganhei golpes e mais golpes. Pare de fazer-me gestos com as mãos e responda! Fale! Onde fica o êxito?

O velho mestre olhou para ele e falou:

- O êxito está nessa direção, logo depois dos golpes...

 

(Jules Feiffer)