Um rei foi ao seu jardim e encontrou as árvores, arbustos e flores murchando e morrendo.

 

O carvalho disse que estava morrendo porque não podia ser tão alto quanto o pinheiro.

 

Já o pinheiro murchava porque era incapaz de dar uvas como a parreira.

 

E a parreira morria porque não podia florescer como a roseira.

 

Então, ele encontrou uma planta florida e viçosa.

Era o amor-perfeito, que lhe disse:

- Supus que quando me plantou você queria um amor-perfeito. Se quisesse carvalho, parreira ou roseira, os teria plantado. Então pensei que, como não posso ser ninguém além de mim mesmo, tentaria sê-lo da melhor maneira possível.

(Autor desconhecido)