No ano 46, antes de Cristo, sob a orientação do astrônomo Sosígenes de Alexandria, que calculou para cada ano 365 dias e ¼, o imperador Júlio César ordenou que cada 4 anos, o ano tivesse 366 dias. Este dia era acrescentado, repetindo DUAS VEZES o SEXTO DIA das "calendas" de março.

 

"CALENDAS" correspondia à lua nova e sempre coincidia com o 1o dia de cada mês romano. O ano em que era repetido duas vezes o sexto dia de março, recebeu, por causa disso o nome BISSEXTO (BI = duas vezes).

 

Atualmente, em vez de repetir um dia, acrescenta-se o dia 29 ao mês de fevereiro.

 

Há, também, outra explicação, segundo a qual a origem da palavra BISSEXTO, se deve à repetição do algarismo 6, no ano BISSEXTO, que tem 366 dias.


(GCC)